Capital liderou o ranking de demissões em MS no mês de maio

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, junho 22, 2017 as 12:37 | Voltar

Campo Grande (MS) – O município de Campo Grande foi o que mais demitiu trabalhadores com carteira assinada no mês de maio, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho na última terça (20).

Na Capital foram 8.212 trabalhadores demitidos no mês de maio, com saldo de empregos negativo, que é subtração dos admitidos (7.506) com os demitidos (- 8.212), ficou em (-706) postos de trabalho.

O setor que mais demitiu foi o setor de serviços com 4.038 desligamentos, porém o maior saldo negativo ficou com setor da construção civil, pois o número de demissões superou os de contratações, com o seguinte resultado, admitiu (+798), porém demitiu (-1.223) o saldo ficou negativo em (-425) postos de trabalho.

Campo Grande possui 38,06% dos postos de trabalho de MS, é o município que detém o maior estoque de empregos formais, esse é um dos fatores pelo número elevado de desligamentos. Confira a tabela com o estoque de empregos formais no MS

MUNICÍPIO ESTOQUE %
ÁGUA CLARA 4.599 0,89
ALCINÓPOLIS 466 0,09
AMAMBAI 4.498 0,87
ANASTÁCIO 2.298 0,44
ANAURILÂNDIA 1.207 0,23
ANGÉLICA 6.356 1,23
ANTONIO JOÃO 581 0,11
APARECIDA DO TABOADO 7.085 1,37
AQUIDAUANA 5.010 0,97
ARAL MOREIRA 989 0,19
BANDEIRANTES 1.154 0,22
BATAGUASSU 5.096 0,98
BATAYPORÃ 1.601 0,31
BELA VISTA 2.015 0,39
BODOQUENA 866 0,17
BONITO 4.260 0,82
BRASILÂNDIA 2.357 0,46
CAARAPÓ 6.307 1,22
CAMAPUÃ 2.137 0,41
CAMPO GRANDE 197.121 38,06
CARACOL 437 0,08
CASSILÂNDIA 3.610 0,70
CHAPADÃO DO SUL 6.647 1,28
CORGUINHO 660 0,13
CORONEL SAPUCAIA 579 0,11
CORUMBÁ 14.049 2,71
COSTA RICA 5.594 1,08
COXIM 4.239 0,82
DEODÁPOLIS 1.157 0,22
DOIS IRMÃOS DO BURITÍ 1.006 0,19
DOURADINA 312 0,06
DOURADOS 56.974 11,00
ELDORADO 1.356 0,26
FÁTIMA DO SUL 2.365 0,46
FIGUEIRÃO 391 0,08
GLÓRIA DE DOURADOS 788 0,15
GUIA LOPES DA LAGUNA 1.030 0,20
IGUATEMÍ 1.900 0,37
INOCÊNCIA 1.178 0,23
ITAPORÃ 1.879 0,36
ITAQUIRAÍ 3.576 0,69
IVINHEMA 3.220 0,62
JAPORÃ 97 0,02
JARAGUARÍ 950 0,18
JARDIM 2.594 0,50
JATEÍ 602 0,12
JUTÍ 666 0,13
LADÁRIO 683 0,13
LAGUNA CARAPÃ 672 0,13
MARACAJÚ 9.354 1,81
MIRANDA 2.889 0,56
MUNDO NOVO 2.186 0,42
NAVIRAÍ 9.691 1,87
NIOAQUE 996 0,19
NOVA ALVORADA DO SUL 4.752 0,92
NOVA ANDRADINA 9.738 1,88
NOVO HORIZONTE DO SUL 428 0,08
PARAISO DAS ÁGUAS 952 0,18
PARANAÍBA 7.455 1,44
PARANHOS 494 0,10
PEDRO GOMES 732 0,14
PONTA PORÃ 10.364 2,00
PORTO MURTINHO 1.936 0,37
RIBAS DO RIO PARDO 4.436 0,86
RIO BRILHANTE 9.758 1,88
RIO NEGRO 331 0,06
RIO VERDE DE MATO GROSSO 2.585 0,50
ROCHEDO 1.010 0,19
SANTA RITA DO PARDO 1.304 0,25
SÃO GABRIEL DO OESTE 7.825 1,51
SELVÍRIA 1.295 0,25
SETE QUEDAS 623 0,12
SIDROLÂNDIA 7.363 1,42
SONORA 4.267 0,82
TACURÚ 468 0,09
TAQUARUSSU 138 0,03
TERENOS 1.950 0,38
TRÊS LAGOAS 37.102 7,16
VICENTINA 346 0,07
TOTAL 517.982 100
Fonte:CAGED    

Nível de Emprego com Carteira Assinada no MS
De acordo com o Caged, o estoque de emprego formal no MS apresentou retração em maio de 2017. A retração foi de 1.336 postos de trabalho, equivalente à variação negativa de -0,26% em relação ao estoque do mês anterior. Esse resultado originou-se de 18.926 admissões e de 20.262 desligamentos. No acumulado do ano, houve crescimento de 4.963 postos de trabalho, representando expansão de 0,97% em relação ao estoque de dezembro de 2016.

Nos últimos doze meses, verificou-se uma redução de -324 postos de trabalho, correspondente à retração de -0,06% no contingente de empregados celetistas do Estado. Em termos setoriais, os dados mostram que dois dos oito setores de atividade econômica apresentaram crescimento no nível de emprego. Agropecuária (+37 postos, ou +0,05) e Administração Pública (+5 postos ou +0,16%). Os demais setores apresentaram saldos negativos.

Magna Melo (Fundação do Trabalho de MS)

 

Publicado por: mmelo@funtrab.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.