Com oferta de cursos, Funtrab é parceira no “Programa Rede Solidária” que será inaugurado nesta sexta-feira

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, novembro 11, 2015 as 09:35 | Voltar

Campo Grande – A Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) visa desenvolver ações dentro das políticas públicas de emprego e geração de renda. Para contribuir com a qualificação social e profissional dos beneficiários do “Programa Vale Renda”, firmou parceria com a Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), que desenvolveu o “Programa Rede Solidária”. A Sedhast inaugura sua primeira edificação, a Unidade Ruth Cardoso, no bairro Dom Antônio Barbosa, nesta sexta-feira (13), às 10 horas, na capital.

A Funtrab será responsável pela gestão das ações de qualificação social e profissional em dois arcos ocupacionais, Alimentação e Vestuário, por meio do projeto “Tecendo Renda e Pão & Sonhos”, que contempla cerca de 720 beneficiários do Programa Vale Renda.

O curso de Alimentação será de panificação na produção de pães, bolos, salgados em geral e confeiteiro. O material será disponibilizado para os participantes, serão ministradas aulas práticas com profissionais qualificados, todos os produtos elaborados ficarão com os participantes, que poderão reverter em renda para subsidiar o custeio da família.

No curso de Vestuário, serão ministradas aulas práticas com profissionais qualificados em costura geral e customização de roupas. Além das aulas práticas, a Funtrab fará o encaminhamento ao mercado de trabalho e também para outras formas alternativas de geração de renda, ou seja, no auxílio de criação de cooperativas para a comercialização dos produtos.

Além desses, a Funtrab atuará no projeto “Saber Empreender”, com o microcrédito e com informações pertinentes, que ajudará aos beneficiários a usar os recursos disponíveis e com isso, pode contribuir na geração de renda.

Rede Solidária

A sede do Programa Rede Solidária será inaugurada nas imediações da favela Cidade de Deus. “É o ponto mais vulnerável da cidade, tanto em índices de violência, saúde, e geração de renda. O governador Reinaldo Azambuja foi muito sensível à questão social e logo no primeiro ano de mandato, já autorizou o lançamento desse programa tão grandioso como o Rede Solidária”, descreveu Rose Modesto, chefe da Sedhast, pasta que gerencia o programa.

O Rede Solidária vai operar com as secretarias de Governo, empresas da iniciativa privada e terceiro setor. A meta é atender tanto as pessoas que recebem o Vale Renda – um benefício para pessoas em situação de risco social (R$170 mensais).

Entre os módulos a serem trabalhados no Programa Rede Solidária estão: Educação, Cultura e Esporte; Esporte Cidadão; Escola da Família; Saúde e Prevenção; Segurança Cidadã; Voluntariado; Horta Orgânica e Trabalho e Renda. Até 2018, a meta é inaugurar mais unidades do Rede no Estado e aumentar ainda mais o número de pessoas atendidas.

Segundo o Perfil Socioeconômico de Campo Grande – 2014, o Bairro Dom Antônio Barbosa tem a menor renda per capita da Capital, de R$ 332,65. Este é um dos indicadores a serem modificados pelo Rede Solidária, bem como outros indicadores sociais de outros governos.

Com informações da Sedhast

Publicado por: mmelo@funtrab.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.